A História do dia dos Pais

Virgínia Brandão


Dizem que foi na Babilônia, há cerca de 4 mil anos atrás, que um jovem chamado Elmesu moldou e esculpiu em argila um cartão no qual desejava sorte, saúde e longa vida ao seu pai, dando origem ao primeiro cartão do Dia dos Pais que se tem notícia. Se foi, ninguém tem como provar e, de qualquer forma, só depois de muito tempo, mas muito tempo mesmo, foi que se ouviu falar em homenagear os pais novamente.


Só no final da primeira década do século 20, mais exatamente em 19 de junho de 1910 que o primeiro Dia dos Pais foi comemorado. O fato aconteceu em em Spokane, Estado de Washington, nos Estados Unidos, promovido por Sonora Louise Smart Dodd em homenagem a seu pai, William Smart, um veterano da guerra civil que ficou viúvo quando sua esposa teve o sexto bebê e que, sozinho, criou os seis filhos em uma fazenda daquele Estado.


Foi olhando para trás, depois de adulta, que Dodd percebeu a força e generosidade do pai e decidiu-se  pela homenagem.  A rosa foi escolhida como a flor oficial do evento. Os pais vivos deviam ser homenageados com rosas vermelhas e os falecidos com flores brancas. Pouco tempo depois, a comemoração já havia se espalhado por outras cidades americanas. Em 1972, Richard Nixon proclamou oficialmente o terceiro domingo de junho como Dia dos Pais.


No Brasil

O pai brasileiro ganhou um dia especial a partir de 1953. A iniciativa partiu do jornal O Globo do Rio de Janeiro, que se propôs a incentivar a celebração em família, baseado nos sentimentos e costumes cristãos. Primeiro, foi instituído o dia 16 de agosto, dia de São Joaquim. Mas, como o domingo era mais propício para as reuniões de família, a data foi transferida para o segundo domingo de agosto.


Em São Paulo, a data foi formalmente comemorada pela primeira vez em 1955, pelo grupo Emissoras Unidas, que reunia Folha de S. Paulo, TV Record, Rádio Pan-americana e a extinta Rádio São Paulo. O grupo organizou um grande show no antigo auditório da TV Record para marcar a data. Lá, foram premiados Natanael Domingos, o pai mais novo, de 16 anos; Silvio Ferrari, de 96 anos, como o pai mais velho; e Inácio da Silva Costa, de 67 anos, como o campeão em número de filhos, um total de 31. As gravadoras lançaram quatro discos em homenagem aos pais. O maior sucesso foi o baião É Sempre Papai, com letra de Miguel Gustavo, interpretada por Jorge Veiga. O Dia dos Pais acabou contagiando todo o território brasileiro e até hoje é comemorado no segundo domingo de agosto.


Nosso carinho e homenagem a todos os pais, presentes e ausentes.

Fontes: Revista Ciência Hoje
Novo Milênio