Ministério do Turismo investirá cerca de R$ 20 milhões para divulgação da Amazônia



 

Em resposta ao pedido realizado há cerca de vinte dias pelos governos estaduais da região amazônica, através das secretarias de turismo e de comunicação dos Estados, o Ministério do Turismo (MTur) confirmou que será realizada uma ampla campanha de promoção do turismo para a região, inclusive com investimento da ordem de R$ 20 milhões para a ação de divulgação no mercado nacional e internacional. Toda a campanha será desenvolvida nos mesmos moldes do que foi realizado recentemente pelo Ministério com a campanha “Verão Nordeste”.

A confirmação ocorreu durante audiência no Ministério do Turismo, em Brasília, nesta quarta-feira (22), com a presença dos secretários de Turismo e de Comunicação da Amazônia. No encontro, a secretária nacional de Qualificação e Promoção do Turismo, Teté Bezerra, disse ainda que o ministro do Turismo, Marx Beltrão, determinou que a campanha seja concebida e finalizada até maio, para que seja apresentada durante o 14º Encontro de Governadores da Amazônia Legal, já programado para ser realizado em Rondônia.

“A intenção do ministro é apresentar e então iniciar a divulgação já em junho e julho, aproveitando o período do verão amazônico, como foi sugerido. Importante destacar que dentro do planejamento do Ministério do Turismo entendemos a importância de promover as potencialidades da Amazônia e essa proposta do Fórum vem ao encontro com nossos anseios. Acredito que juntos faremos um excelente trabalho”, comentou a secretária Teté Bezerra.

O assessor especial do Ministério, Maurício Rasi, destacou que toda a equipe está entusiasmada com o trabalho conjunto e que a promoção das diferentes regiões estava sendo pensado pelo Ministério. “Temos que fazer escolhas dentro de uma programação e acreditamos que essa união ajuda a superar as dificuldades, deixando claro para todos que o momento da Amazônia chegou”, disse Rasi.

Para a secretária nacional, o esforço conjunto das secretarias de turismo e de comunicação é fundamental. “Vai ser importantíssimo para nós construirmos um bom programa de promoção e de divulgação da região da Amazônia, essa integração faz com que todos nós tenhamos a mesma linguagem, a mesma visão, do que pode ser desenvolvido dentro dos produtos turísticos que a Amazônia oferece. Nós temos consciência das várias regiões que a Amazônia compreende, como também nós temos muitas delas que nos unem proporcionando inclusive a construção de roteiros integrados para que esse turista brasileiro e até o turista internacional possa conhecer a Amazônia Legal”, declarou Teté Bezerra.

Integração - A campanha é uma das ações conjuntas que o Fórum das Secretarias de Comunicação, formado pelos nove estados da Amazônia Legal, está desenvolvendo. O grupo foi oficializado com intuito de unir esforços na realização de ações e atividades na gestão pública voltada para a comunicação, em virtude das afinidades que possuem e dos desafios, que são semelhantes.

Para o secretário de comunicação do Pará, coordenador do Fórum das Secretarias de Comunicação, o resultado da primeira ação foi positivo. “Já saímos daqui já com uma posição definida do ministério, que entendeu muito bem que queremos divulgar a Amazônia como um todo, assim como foi feito com a Região Nordeste, onde não se divulgou especificamente um estado, se divulgou a região como um todo, e o mesmo vai ser feito agora com a Amazônia. Isso mostra que o ministério, o Governo Federal, o Brasil, está olhando mais os ‘brasis’ que existem no nosso país, então é muito gratificante para a gente da Amazônia perceber que emplacamos essa reivindicação e que a Amazônia vai ser também contemplada com a mesma verba, com o mesmo reforço, com o mesmo esforço do Governo Federal para divulgar a nossa região”, analisou Nardin.

Já o secretário de Turismo do Pará, Adenauer Góes, destacou que o turismo é uma atividade que movimenta a economia dos estados e que, por isso, precisa ser encarada cada vez mais como política de governo. “O turismo, para ser entendido como atividade econômica, precisa de um processo de organização, de ordenamento, de capacitação, de entendimento de mercado consumidor. Como também precisa de marketing, que é fundamental. Vivenciamos aqui no ministério uma reunião que considero extremamente importante e que pode ser uma reunião divisora de águas, histórica mesmo. Porque entendemos que é um processo que precisa ser trabalhado de forma integrada entre os nove estados da Amazônia Legal, que vai ter a natureza como pano de fundo, mas também toda essa mobilidade das pessoas que eu acabei de expressar, negócios, eventos, e toda uma ambientação favorável a economia da transversalidade junto com o turismo e o entrosamento com a área de comunicação dos Estados é absolutamente vital”, explica.

Desdobramento - No dia 2 de fevereiro, o ministro do turismo, Marx Beltrão, recebeu em audiência o senador Flexa Ribeiro (PSDB-PA) e os secretários de Comunicação do Pará, Daniel Nardin, do Acre, Andréa Zílio, de Roraima, Gustavo Abreu e do secretário de Assuntos Estratégicos do Mato Grosso, Jean Campos.

Na ocasião, o grupo fez a solicitação de que fosse realizada uma campanha de divulgação da Amazônia, debatida anteriormente no 13º Fórum de Governadores da Amazônia, realizado no final de janeiro, em Macapá (AP). Já no encontro, o ministro destacou que iria pedir a criação de um grupo de trabalho e que as novidades seriam debatidas em conjunto, conforme ocorreu na reunião desta quarta-feira, um desdobramento do primeiro encontro.

Fonte: Agência Pará